Permita-se, da E.E. Angelina Tebet ganha como melhor curta da 14ª. Edição do Festival de Cinema do Vale do Ivinhema

O filme Permita-se dos alunos da escola Angelina Jaime Tebet foi o vencedor da Mostra Competitiva de Curtas do14º. Festival de Cinema do Vale do Ivinhema. O filme recebeu 700 reais de prêmio. Na segunda colocação ficou o curta xxx da mesma escola e em terceiro, xxx da Escola Reynaldo Massi. Gabriel e a Montanha, do diretor Felipe Gamarano Barbosa, foi o longa vencedor.

A premiação se deu no último sábado no Galpão das Artes da Fundação Nelito Câmara. O melhor documentário foi para Um Filme de Cinema, de Walter Carvalho. O Festivale teve início no dia 19 de novembro e terminou no dia 24.

Na mostra competitiva de curtas, concorreram dez filmes de três escolas de Ivinhema e uma de Sinop-MT. O vencedor Permita-se trata da história da adolescente Clara, que se sente estranha em seu corpo feminino. A mãe não aceita sua condição e em uma discussão a agride, acontecendo um acidente que faz a menina ficar em coma por vários dia. Com o arrependimento da mãe, que levou o prêmio de melhor atriz, Clara pôde finalmente seguir seu caminho de trans.

Além da premiação em dinheiro, os vencedores ganharam um troféu feito com os bugrinhos de Mariano, inspirados nos de Conceição dos Bugres, homenageada do ano no Festivale. A noite contou ainda com um monólogo A Vida e Obra de Lídia Baís, com Tatiane de Conto. O tema desta edição foi 40 Anos de Encontros, sobre as 40 décadas de MS.

Apesar do tema, o festival não contou com o apoio da Fundação Estadual de Cultura. Ricardo Pieretti Câmara, presidente da Fundação Nelito Câmara, organizadora do festival, afirmou que desde dois de maio vem negociando com o estado a realização do evento, sempre com a garantia de que receberia o apoio. Faltando poucos dias para o início, veio a negativa do patrocínio, tendo sido alegado que não haveria tempo hábil para os trâmites. O jeito foi contar com a colaboração dos amigos, que voluntariamente partiram para Ivinhema e realizaram o Festivale, incluindo o curador Joel Pizzini, a curadora assistente, Patrícia Alves Dias e a Assistente de Curadoria, Bárbara Bergamaschi.

Também estiveram ministrando oficinas, Elis Regina Nogueira, que foi a presidente do júri, Nadja Mitidiero e Lidiane Lima, através do Rota Cine, única ação da FCMS.

A importância do festival foi vista na grande qualidade dos filmes competidores, muitos tendo sua estreia em MS. É o caso do curta da premiada diretora sul-mato-grossense Nathália Tereza, com o seu De Tanto Olhar o Céu Gastei Meus Olhos, que teve uma sessão especial. Também foi a estreia de Quando o Galo Cantar Pela Terceira Vez, Renegarás Tua Mãe, obra nacional, dirigida por Aaron Salles Torres, natural de Três Lagoas e que saiu do Festivale com duas premiações, melhor ator para Fernando Alves Pinto e melhora atriz, para Catarina Abdalla.

A lista completa dos Curtas premiados é:

1º. Lugar: Permita-se (E.E.Angelina Jaime Tebet)

2º. Lugar:Lágrimas Inocente(E.E.Angelina Jaime Tebet)

3º.Lugar: Por Volta da Meia-noite (E.E. Reynaldo Massi)

Melhor Filme Voto Popular- Perfil (E.E.Angelina Jaime Tebet)

Melhor Direção:Pemita-se

Melhor Ator: Quem Sou Eu? (I.E. Nova Geração)

Melhor Atriz: Lágrimas Inocentes

Melhor Ator Coadjuvante: Por Uma Vida(E.E.Angelina Jaime Tebet)

Melhor Atriz Coadjuvante: Permita-se

Melhor Cena: Drogas na Adolescência (EMEB Armando Dias. Sinop-MT)

Melhor Fotografia: Permita-se

Melhor Roteiro: Permita-se

Melhor Figurino: Por Uma Vida

Melhor Maquiagem: Por Uma Vida

Melhor Divulgação: O Amanhã(E.E. Reynaldo Massi)

Melhor Trilha: Permita-se

Melhor Edição: Permita-se

Melhor Produção: Permita-se

 

Longas Premiados:

Grande Vencedor- Gabriel e a Montanha

Melhor Documentário- Um Filme de Cinema

Melhor Filme Voto Popular- Sobre Rodas

Prêmio Especial do Júri- Nunca Me Sonharam

Melhor Direção- Affonso Uchoa, João Dumans.Arábia

Melhor Ator- Fernando Alves Pinto. Quando o Galo Cantar Pela Terceira Vez Renegarás Tua Mãe

Melhor Atriz- Catarina Abdalla. Quando o Galo Cantar Pela Terceira Vez Renegarás Tua Mãe

Melhor Ator Coadjuvante- Rolando Boldrin. O Filme da Minha Vida

Melhor Fotografia- Arábia

Melhor Montagem- Animal Político

Melhor Desenho de Som- Torquato, Todas as Horas do Fim